Uncategorized

Sobre os parques de estacionamento

Há uns dias, fui chamado a comentar uma opinião do Francisco Brito, no Facebook, sobre a necessidade de estacionamento na cidade de Guimarães. Isto é o que penso sobre o assunto:

1. Não há falta de estacionamento no centro de Guimarães. Por isso, esse não é para mim um problema.
2. A cidade está rodeada por parques de estacionamento. Por não serem gratuitos não podem deixar de ser considerados como solução.
3. Mesmo que a falta de estacionamento fosse um problema, existem ainda muitas possibilidades, antes de esventrar o centro de uma cidade histórica. Por exemplo, existem naves inteiras de fábricas abandonadas que, com pouco dinheiro, poderiam ser transformados em parques para automóveis. Esta requalificação é uma prática em muitas cidades.
4. Não existem acções dirigidas aos cidadãos que promovam a utilização dos parques de estacionamento existentes, nem há soluções ajustadas às necessidades dos cidadãos, particularmente os que vivem e trabalham no centro da cidade.
5. Não é por causa do estacionamento que as pessoas usam menos o comércio tradicional. As pessoas que visitam esporadicamente a cidade, seja em negócios, seja em lazer, têm onde estacionar os automóveis.
6. A tendência em matéria de planeamento urbano é para aliviar os centros das cidades da presença do automóvel. Tal não significa que o automóvel deva ser banido das cidades. Este meio continua e continuará a ser (mesmo que passe a andar a água) um veículo importante na mobilidade das pessoas.
7. Os processos de industrialização, de suburbanização e a crescente facilidade no acesso ao automóvel promoveram o aparecimento de movimentos pendulares entre as cidades e as zonas residenciais nos interstícios urbanos.
8. Os movimentos pendulares existem em todas as cidades. Faz falta uma solução eficaz para lidar com estes movimentos diários e esse é o problema.
9. A gestão dos transportes públicos em Guimarães é miserável. A falta de soluções de intermodalidade nos transportes colectivos dissuade a sua utilização. As pessoas são obrigadas a trazer o carro para trabalhar.
10. Guimarães, sendo uma grande cidade, é uma cidade pequena. Uma cidade monumental e histórica como Guimarães tem que ter cuidados excepcionais na sua conservação.

Anúncios
Standard